Não seja um porquê

domingo, abril 30, 2017 27 Comentários A+ a-


Se tem algo que causou um grande alvoroço nessas últimas semanas foi a série 13 Reasons Why, uma adaptação para a Netflix do livro homônimo escrito por Jay Asher. Essa série teve como produtora executiva a nossa queridíssima Selena Gomez, e tanto ela quanto o livro, é sobre a história de Hannah Baker, uma garota que comete suicídio após alguns fatos que sucederam-se em sua vida.  Antes do suicídio, Hannah deixa sete fitas gravadas demonstrando para algumas pessoas que elas eram parte dos motivos que fizeram com quê ela colocasse fim em sua vida.

“Olá meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo. Sem promessas de retorno. Sem bis. E, desta vez, sem atender aos pedidos da plateia. Espero que vocês estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se estiver escutando essas fitas, você é um dos motivos.” – Fita 1: Lado A
Por mais que tenha relação com essa história e faça algumas menções à ela, esse post não será sobre o livro e nem sobre a série, mas sim sobre uma indecência e também sobre um problema que atinge várias pessoas de várias idades, classes e afins... Hoje vamos discorrer um pouco sobre fofoca, uma coisa que nem sempre parece ser inapropriada, pode ter várias formas e tamanhos e que na maioria das vezes ainda anda acompanhada com sua amiguinha mentira. Ela é como se fosse uma bola de neve no topo de uma montanha que conforme vai descendo vai ganhando enormes proporções até que no fim ela só atinge uma única pessoa, aquela de quem estavam falando.

Em 13RW, após ter dado o seu primeiro beijo as coisas mudam um pouco para Hannah, começam a haver rumores que indicam que o que aconteceu foi muito mais além de um simples beijo e isso agrega uma imagem negativa a ela. Mesmo esses rumores sendo falsos, as outras pessoas acreditam neles e passam a tratar Hannah de uma forma diferente, não pela pessoa que ela realmente é, mas sim pelo que ouviram sobre ela. Essa história ‘fictícia’ consegue refletir bem a realidade do mundo; se acontece algo ou se alguém faz alguma coisa, muitas pessoas têm a mania (se não o defeito) de distorcer os fatos e acrescentar o que muitas vezes não aconteceu.

Pessoas desse tipo adoram espalhar esses fatos distorcidos e cada vez mais que alguém vai contá-los, a história já é diferente porque cada um conta a sua versão, sem se preocupar com a pessoa de quem estão falando. Poucos são aqueles que param e pensam sobre a veracidade desses fatos antes de passá-los a diante, muitas vezes eles nem imaginam como a pessoa que está sendo exposta poderá reagir quando souber o que andam falando sobre ela ou no impacto que isso terá em sua vida. Há quem diga que não se importa com esse tipo de coisa e que isso não lhe afeta, mas isso nem sempre é verdade. Algumas pessoas são mais sensíveis (psicologicamente) do que outras e quando descobrem que andam falando certas coisas a seu respeito, enchem a própria mente de pensamentos ruins... Entre esses pensamentos, na maioria dos casos, está a depressão e juntamente com ela a ideia de suicídio que para muitos parece e acaba sendo a única saída.

Quem é assim, passando ou não por uma situação como essa, deve contar com o apoio de outras pessoas, sendo essas da família, amigos e até mesmo desconhecidos para poder superar isso, pois essa pessoa não está sozinha. Cada um deve ponderar antes de falar para não ferir os sentimentos dos outros porque muitas vezes uma única palavra pode doer mais do que um murro, cada um deve refletir sobre seus atos, suas ações e em como essas podem afetar a vida das outras pessoas. 

Hoje não é difícil ficar sabendo de alguma fofoca, seja em casa, na escola, no ambiente de trabalho... Mas isso não significa que ela deve ser repassada para frente, porque assim como eu disse, ela muitas vezes anda acompanhada da mentira, e a própria ação de fofocar não é uma coisa digna a se fazer. Espalhar inverdades sobre alguém pode ser caracterizado como calúnia o que é crime, dizer algo sobre uma pessoa que possa 'manchar' a sua reputação é difamação que é um crime, atribuir alguém a uma qualidade negativa, sendo verdade ou não, é injúria, o que também é um crime. Então a melhor coisa a se fazer é tomar muito cuidado com a fofoca.

Se por acaso algum dia caro leitor, você ficar sabendo de alguma fofoca sobre alguém, sendo ela verdadeira ou não, não a compartilhe, não faça com que ela seja passada para a frente, pense e coloque-se no lugar da pessoa de quem estão falando, não seja um porquê da vida de alguém, isso não é legal. Não queremos que algo parecido com a história da personagem aconteça com alguém aqui na vida real. Muitas pessoas falam que alguém que interrompe a sua própria vida só estava afim de “chamar a atenção”... Será que essas pessoas sabem o que estava se passando na vida desse alguém? O que esse alguém pensava? Será que esse alguém não tentou pedir ajuda? ... O suicídio existe e precisa muito ser discutido, seus indicadores estão elevadíssimos.

Alguns sinais que ajudam a identificar um comportamento suicida:
  • Frases do tipo: “Eu só queria sumir”, “não aguento mais”, “não dá mais” são um grande sinal de alerta, alguém que diz isso está precisando de ajuda;
  • Depressão: Uma pessoa depressiva é mais vulnerável e merece maior atenção, e se ela consome bebidas alcoólicas e/ou faz o uso de drogas merece mais atenção ainda;
  • Falar sobre suicídio: Falar sobre isso pode ser um pedido de ajuda;
  • Mudanças repentinas: Uma pessoa que era de bem com a vida de repente muda e fica desinteressada de tudo, muda de aparência e até passa a se comportar de uma maneira diferente;
  • Mudanças de humor: A pessoa está aparentemente bem e logo em seguida fica triste, retraída, isolada;

Conversando com uma pessoa que apresente qualquer um desses sinais você já estará ajudando, muitas vezes uma pessoa assim só precisa ser ouvida.  Não deixe ela ficar sozinha, tente ao máximo tirá-la de sua zona de conforto e não hesite em procurar uma ajuda profissional. 
O Centro de Valorização da Vida (CVV) através do trabalho prestado por voluntários oferece apoio emocional gratuitamente para pessoas que precisam conversar sobre suas​ vidas funcionando assim como uma forma de prevenção ao suicídio.

O suicídio não é brincadeira, ele é um problema social real que infelizmente não recebe devida atenção atualmente. Eu não creio que 13 Reasons Why 'sirva' para influenciar outras pessoas a cometerem esse ato mas sim como um sinal de alerta para algo que está acontecendo todas as horas todos os dias em muitos lugares. Não deixe de ler o livro ou assistir a série, pois os mesmos demonstram fielmente como é a trajetória de uma pessoa que passa por esse problema.

Capa do livro 'Os 13 Porquês' (Foto: Reprodução)

Print Friendly and PDF

Um aspirante a ator que é estudante de Administração, bom amigo e blogueiro de vez em quando.

Comente com o Facebook:

27 comentários

Escrever comentários
01 maio, 2017 15:23 Apagar

Tenho ouvido falar muito nela, tenho mesmo que ver ;)

Um beijinho com carinho

Diamonds In The Sky, Daniela Silva

Responder
avatar
01 maio, 2017 20:42 Apagar

Pois é, depois que eu assisti a série eu fiquei pensando sobre minhas ações sobre como eu fala com as pessoas. E eu n gostaria de ser um motivo para alguém se matar, isso deve ser horrível.
Gostei do nome do blog <3

Responder
avatar
Kaila Garcia
Autor
02 maio, 2017 23:51 Apagar

Gostei bastante da sua resenha, confesso que não me interessei muito por essa série..

www.kailagarcia.com

Responder
avatar
Ellie
Autor
03 maio, 2017 13:03 Apagar

Acabei de ver a série no fim de semana passado e acima de tudo, adorei. Pena que muitas pessoas tenham criticado o tema que aborda. Pode não ser bonito mas é cada vez mais (e infelizmente), a realidade em que vivemos.

Responder
avatar
03 maio, 2017 14:21 Apagar

Quero muito assistir. Gostei muito do que escreveu. Quantas pessoas por ai sofrendo por fofocas e mentiras... Uma pessoa que eu amo muito se matou e isso me persegue. Precisa ser debatido sempre para ajudar mais pessoas.
Charme-se

Responder
avatar
04 maio, 2017 03:57 Apagar

Exatamente :D Deves pensar sempre dessa forma :)

Gostei imenso do texto e identifiquei-me!!

NEW OUTFIT POST | Best Color Matching
InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

Responder
avatar
04 maio, 2017 11:15 Apagar

Estou super curiosa para ver essa série, mas ainda não tive a oportunidade!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Responder
avatar
04 maio, 2017 12:45 Apagar

Não sei porque, mas associo essa série ao jogo da baleia azul.

Um beijinho no coração, fica com Deus!

Diamonds In The Sky, Daniela Silva

Responder
avatar
Ruan Lucas
Autor
04 maio, 2017 13:55 Apagar

Cada um tem o seu gosto :)

Responder
avatar
Ruan Lucas
Autor
04 maio, 2017 13:59 Apagar

Esse é um problema muito sério

Responder
avatar
04 maio, 2017 18:21 Apagar

Oi Ruan, tudo bem?
Simplesmente amei seu texto, e só li verdades.
Muitas pessoas acham que não estão fazendo nada de mais ao falar ou mencionar certas coisas que aconteceram com alguém, mas muitas vezes mesmo sem saber estamos contribuindo para um mal de alguém.
E sobre os sinais é verdade mesmo, pois tenho uma amiga que já me disse que teve vontade de se suicidar e foram essas palavras mesmo que ela me disse.
Te espero no meu blog!
Beijos *_*
Desvendando Segredos | Facebook

Responder
avatar
05 maio, 2017 04:15 Apagar

Verdade :') Obrigado!

Não conhecia a série mas gostei bastante da temática abordada. É um tema super atual, sem dúvida!

NEW REVIEW POST | Keratin Hair Finisher, Does It Work?
InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

Responder
avatar
Ruan Lucas
Autor
05 maio, 2017 17:06 Apagar

Obrigado, para você também!

Responder
avatar
Bruna Morgan
Autor
09 maio, 2017 13:57 Apagar

Eu conheço muita gente que diz que será ouvidos quando preciso, mas na realidade ninguém se importa de verdade. As pessoas não tem tato e não sabem como reagir com pessoas depressivas e suicidas.

Com amor,
Bruna Morgan

Responder
avatar
Paulo Faria
Autor
19 julho, 2017 09:25 Apagar

Parabéns pelo texto, está muito bem escrito e claro. Concordo a 100% com as suas palavras, um gesto pode significar uma vida, por vezes não repassar uma fofoca, pode evitar um suicídio ou o sofrimento de alguém. Também concordo sobre a série alertar e não influenciar o suicídio na adolescência, é um murro no estômago de muita gente que não quer ver ou preocupar-se com os problemas da adolescência, relativizando-os. Excelente crítica :)

Bitaites de um Madeirense

Responder
avatar

✅ Não se esqueça de deixar o seu comentário, ele é muito importante.
✅ Se você tem um blog/site deixe o seu link para que eu possa retribuir a visita.

❌ Não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, termos pejorativos, xingamentos, discursos de ódio e afins ou que fujam do contexto dessa publicação.